Blog / Cuidados

Saúde mental e quarentena: 3 dicas para se cuidar nesse período

23 de abril de 2020 Equipe Find Compartilhar facebook Twitter

Estamos em casa, tentando nos organizar da melhor forma possível durante a quarentena, estruturar uma rotina é essencial. A saúde mental pode ficar abalada nesse período,  o que fazer quando a angústia bate?

 

A cobrança para sermos produtivos é desgastante e muitas vezes nos deixa mais ansiosos, prejudicando a nossa saúde mental. O medo de perder o emprego, perder clientes, se endividar  em meio à crise é geral. O que podemos fazer nesse momento é direcionar nossos pensamentos para outras situações.

 

Aqui vamos dar 3 dicas para enfrentar o momento:

 

1) Evite informações em excesso: Saúde mental em primeiro lugar

 

Muitas vezes somos bombardeados de informação nas redes sociais e na tv.

Evite ficar lendo o noticiário o tempo todo, pois isso pode gerar angústia e pânico. Veja as notícias uma vez por dia, ou tenha horários para isso. Lembre-se:  se informar é importante, mas a sua saúde mental vem em primeiro lugar!

 

2) Leitura e filmes

Aproveite o momento para ler aquele livro que está encostado na estante há meses, pois a literatura mexe com o nosso imaginário e nos leva para outra realidade, assim como filmes e seriados! Aproveite as plataformas de streaming, como Netflix e Amazon Prime, muitas estão gratuitas! Até mesmo as plataformas que possuem livros digitais estão ofertando vários de forma gratuita.

Quando a ansiedade bater, desconecte-se! Não procure notícias e evite um pouco a realidade. A leitura, os seriados e filmes podem ajudar muito, a sua mente vai agradecer o alívio gerado por esse momento.

Conversando com Lucas Salum, tatuador de Belo Horizonte, ele relata sobre a nova rotina:

“[…] só na segunda semana tive ânimo para fazer meus exercícios físicos em casa que não tinha tempo pra fazer. Agora com quase um mês, fui mexer nos meus projetos de marcenaria que sempre quis.”

 

Segundo ele, quando a ansiedade bate, ele tenta ver um filme, conversar com a família e amigos. E dá a dica para quem está precisando de ajuda profissional:  “Último caso existem ótimos psicólogos atendendo on-line com valores muito acessíveis.”  Demonstrando que não precisamos estar produzindo sempre! Está tudo bem tirar um tempo para ler, ver um seriado, até mesmo dormir, ou bater um papo com os amigos.

 

3) Empatia e solidariedade

 

Nesse momento nunca foi tão importante estar aberto às necessidades do outro. Existe o grupo de risco, diabéticos, hipertensos, pessoas com problemas respiratórios e também  os idosos. Todos estes precisam de ajuda e atenção neste momento. Talvez  ajudar a sua vizinha que já é senhora com as compras, seja uma boa nesse momento!

 

A FIND criou o grupo Quarentattoo, em que tatuadores e pessoas do ramo se uniram para conversar sobre o momento e se apoiarem, não tem nada melhor do que saber que você não está sozinho!

 

Ter empatia, se colocar no lugar do outro têm efeitos positivos e você se sente melhor consigo mesmo, essa atitude pode fazer muito pela sua saúde mental. Estudos da Harvard Medical School, revelam que pessoas gratas vivem melhor, pois são mais otimistas e o nível de stress é menor.

 

Salum comenta sobre a importância do diálogo, de ouvir o outro. Pessoas reagem de maneira diferente perante uma crise, então é importante respeitar o espaço do outro. Compreender que o momento não é fácil para ninguém, é sempre bom lembrar que estamos juntos nessa!

 

Gostaram da matéria? Para maiores informações nos acompanhem nas redes sociais