Blog / Cuidados

Gravidez e tatuagem: Uma gestante pode tatuar?

23 de agosto de 2019 Equipe Find Compartilhar facebook Twitter

Uma pergunta muito comum que recebemos é sobre gestação e tatuagem. As gestantes querem saber se podem tatuar durante a gravidez, ou se é arriscado, e quais são os riscos apresentados.

Você não pode tatuar durante a gestação, mesmo que a tatuagem seja feita em um ambiente asséptico, seguindo todos os cuidados impostos pela biossegurança, existem riscos que fogem ao nosso controle, então é melhor prevenir do que remediar.

Ainda, durante a gravidez, as mudanças no corpo da gestante são gigantescas! Além das questões hormonais, a mulher se torna mais suscetível a contrair doenças devido a baixa imunidade. Segundo médicos e especialistas,  durante a gravidez o organismo da gestante muda muito, o que pode gerar efeitos colaterais inesperados.

Logo, a gestante corre o risco de pegar uma infecção durante o procedimento. Outra questão é a pigmentação da tinta: a absorção da tinta também pode ser diferente, a pele da mulher fica diferente devido a quantidade de hormônios.. Uma tattoo nas costas, por exemplo, pode dificultar a aplicação da anestesia, se necessário.

Doenças como Aids e hepatite podem ser passadas e acarretam em consequências para o bebê, também não sabemos qual pode ser o efeito do pigmento em uma criança em formação.

Resguardo

No período de resguardo – aqueles 40 dias após o parto –  também não é indicado se tatuar, pois o corpo da mulher está se recompondo, os hormônios voltando aos patamares normais e a resistência também.

Então, o melhor a fazer é esperar esse período e depois voltar a rabiscar a pele e eternizar as suas memórias.

Quer ficar sempre por dentro das nossas dicas? Siga-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook e Instagram!