Blog / Artes

Arte urbana: um muro, um beco, uma viela

9 de julho de 2020 Equipe Find Compartilhar facebook Twitter

A arte urbana enfeita viadutos, becos, postes, praças, muros, podem fazer parte de toda uma região, ou ser o detalhe o diferencial de um espaço. Surpreendentemente modificando aquele espaço.

Em outros artigos falamos da beleza do grafite e do muralismo. Apontamos como é bonito andar pelas ruas e ter a possibilidade de apreciar a arte entre praças, muros, postes e placas.

Antes de mais nada, é importante lembrar, que a arte urbana está literalmente nas ruas.

Arte Urbana

A arte urbana é marginal, não segue padrões estéticos. De ante mão, a arte urbana da voz a liberdade, a principal característica dessa arte é a sua liberdade. Sendo esse um dos principais motivos da mesma ser tão livre em suas expressões e padrões estéticos.

Sendo assim, os temas da arte urbana, envolvem desde críticas sociais, políticas, tanto quanto religiosas.  Ainda, grande parte dela vem em forma de protesto.

Quem nunca viu escrito em um muro:  Black lives matter. Ou um desenho com pessoas atirando flores ao invés de bombas? Ou lambes com escritos motivacionais, que por muitas vezes nos fazem refletir?

Podemos passar os dias aqui enumerando as milhares de técnicas, estilos e possibilidades que os artistas urbanos podem utilizar em seus trabalhos. Deste modo, ela é capaz de produzir, lambes, pôsteres, adesivos, dentre vários outros desenhos.

De tal modo esse modo de arte vai além, de embelezar as ruas, ainda, ela possui o papel de conscientização da população sobre determinado problema social. Além da capacidade de estimular a criatividade e consciência artística de quem está vendo.

Além das galerias….

Por fim, toda intervenção artística feita nos meios urbanos é conhecido como arte urbana. Ainda, ela é definitivamente diferente de atitudes relacionadas a vandalismo, ou depredação de patrimônio público.

Somos habituados a acreditar que a arte  vem de galerias, museus, teatros, cinemas.

Contudo a arte urbana vem na contramão, e mostra que arte pode ser feita nas ruas, fazendo parte do dia-a-dia de todos os cidadãos.

Ela demonstra ser muito democrática, pois não depende de movimentos culturais, curadorias, ou até mesmo galerias de arte. Essa expressão só precisa de um muro, um beco, uma viela e um artista inspirado!

Curtiram o texto? Conta aqui! Quer mais novidades do mundo das artes? Nos sigam no instagram!